Mudar a vida

Olá! Recebi uma proposta de emprego que pode mudar a minha vida! Parece demais não é? Quando a proposta é de uma dimensão tão grande, ficamos como é que hei-de explicar… em pânico?! Acho que vou aceitar. Estou farta que seja sempre o Cristiano Ronaldo e a Rita Pereira a dizerem que não tinham nada e que acreditaram e que arriscaram e que pronto, resultou sabe-se lá porquê! Comigo também vai resultar. Há muito tempo que não ficava fascinada com um projecto à primeira. Só pode querer dizer alguma coisa não é? Por favor, digam que sim. Alguém que urgentemente comece a dar-me respostas para acabar com as minhas indecisões. Aliás… Não quero respostas, penso que assim talvez tenha muito mais piada, é entusiasmante ir de cabeça 🙂

Sugestão de looks

1e362b729f6075ebb5b7cf88bb966ea9.jpg9c20115d1ad0c0f4aefeb5b9b78c7547.jpg

361f4b2eb318c3d66b9ed303c97484f1.jpg

Nem vos consigo explicar porquê mas eu simplesmente amo as sugestões de look da @thanyaw, sigam no instagram.

Para mim esta conjugação de estilo casual com chique resulta na perfeição porque cada um deles tem uma peça elementar que representa cada estilo. Cada pessoa tem os seus gostos e a sua maneira de converter a moda num estilo único e, na minha opinião, a parte casual tem de estar sempre presente porque eu sou daquelas que, acima de tudo, preciso sempre de me sentir confortável!

As calças do último conjunto estão agora a usar-se imenso para fugir um bocadinho às gangas. Tenho umas e posso dizer-vos que são mega confortáveis, além de serem giras e poderem conjugar tanto com tênis, como com sapatos ou algo mais chique, depende do conjunto que queiram criar. Podem encontrar este modelo na nova coleção da stradivarius.

Como ir de férias SEM preocupações

Gostava muito de ser dona dos conhecimentos que vou partilhar com vocês há muito mais tempo, acho que já tinha poupado anos de vida graças ao stress.

Todos nós adoramos ir de férias, trabalhamos o ano inteiro à espera do momento em que vamos para algum lado sem preocupações (supostamente), mas na realidade, há outro tipo de preocupações. Não há espaço para meter a roupa na mala, as pousadas já não aceitam reservas, no trabalho o calendário de férias foi alterado e os planos já ficaram um pouco estragados porque nada foi nas datas previstas, enfim, por aí em diante.

Após cometer alguns erros no planeamento de férias, aprendi com os meus erros e venho então com algumas sugestões para não terem de passar pelo mesmo que eu passei! Acho que venho a mesmo a tempo, dado que acabámos de entrar no mês de Agosto e talvez ainda consiga salvar algumas de vocês.

  1. PLANEAMENTO DAS FÉRIAS

Decidam com o máximo de antecedência para onde querem ir e porquê! O porquê de quererem ir de férias para um sitio é mesmo importante porque vai fazer com que essas férias valham a pena. Não vale a pena escolherem um destino se não há nada que vos cative, não vale a pena irem só porque alguém vos disse que era muito giro. Pesquisem, saibam para onde vão e o que essas férias vos podem proporcionar e aí sim, tomem a decisão final.

912110fffb4a9fdbac4707c59fd564de

Quando planeiam ir para algum lado, o destino é apenas o início das coisas que têm pela frente para decidir. Outro pormenor que para mim é importantíssimo é decidirem quanto dinheiro vão gastar e levarem apenas uns trocos a mais do que o planeado (não para gastar, apenas para imprevistos). Aquela sensação de se ter gasto muito mais do que o suposto é terrível porque provavelmente o dinheiro foi gasto em coisas ridículas, por exemplo, a comprar qualquer coisa a um vendedor que vos deu a volta.

Para terem noção do dinheiro que vão necessitar, têm primeiro de fazer um roteiro da viagem, mesmo que seja daqui ao Algarve. Decidam antecipadamente quantas vezes vão jantar fora, quantas vezes vão fazer refeições em casa, que atrações vão visitar, etc. Obviamente que não vão fazer da vossa viagem uma coisa robótica, apetecer-vos ir jantar a um restaurante que não conheciam e não irem porque era o dia de jantar por casa. Não estou a dizer que tem de ser assim, até porque, lá está, existem situações de última hora e na minha opinião, não há regras quando se está de férias mas se também não for tudo uma balbúrdia, há muitos gastos desnecessários que podem ser evitados.

2. NÃO FAZER A MALA UM DIA ANTES

Por favor não façam a mala um dia ou umas horas antes da partida. Vão levar coisas que não precisam e esquecer-se de coisas que precisam. Comecem a fazer a lista no mínimo com duas semanas de antecedência porque acreditem que não se vão lembrar de tudo quando pegarem pela primeira vez na folha. Quando eu começo a fazer uma lista, no próprio dia da viagem ainda estou a acrescentar coisas que tenho de colocar na mala. É quase impossível lembrarmo-nos de tudo de uma vez.

Não sei se sou só eu que tenho esta sensação, mas fazer a mala com antecedência é um tópico importante porque se nos esquecermos de algo que queríamos mesmo levar, é o suficiente para quando dermos pela falta dessa coisa, a nossa disposição durante as férias ser completamente diferente. É estúpido, o universo às vezes não faz sentido, mas se eu me esquecesse do meu esticador de cabelo acho que o meu humor já não estaria a 100%.

Nas minhas últimas férias, consegui não me esquecer de nada e foi maravilhoso precisar de alguma coisa e essa coisa estar na mala que eu levei. Vocês vão evitar stress e isto complementa o tópico anterior porque se não se esquecerem de nada importante, é meio caminho andado para não terem gastos desnecessários. O meu namorado, por exemplo, esqueceu-se de levar o corta-unhas e acabou por comprar um nas nossas férias. Contornem exemplos como este e previnam-se.

Deixo-vos esta “CHECKLIST” que vi no Pinterest e adorei.

a7721ec62a511566115f712a282527db

3. LARGUEM AS REDES SOCIAIS

Largarem as redes sociais é o último tópico mas não menos importante, de todo. Já toda a gente sabe que foram de férias, que estão na piscina, na praia, na neve, a divertirem-se imenso, etc. Mas não têm de provar isso a ninguém sim? Tirem as vossas fotografias, se quiserem, partilhem algumas delas mas não passem o tempo das vossas férias a exporem-se nas redes sociais porque sinceramente, ninguém quer saber.

Quando fazemos vídeos para o snapchat ou para o instagram, praticamente ninguém vê os vídeos até ao fim. As pessoas olham e pensam “olha aquela está de férias” mas não vos dão essa atenção que vocês imaginam. Não percam tempo a mostrarem coisas aos outros porque as melhores coisas da vida são offline, aproveitem apenas a viagem para tirarem tempo para vocês, para a família, para o namorado ou para os amigos. Estar ausente do mundo é brutal, sou viciada em telemóvel (como a maioria) mas consigo tirar o meu tempo e esse tempo sem a internet não tem preço.

Evitem o stress da vossa fotografia nas Bahamas não ter os “likes” que esperavam que iam ter só porque estão nas Bahamas. Lá está, ninguém quer saber…

Espero que as vossas próximas férias sejam espetaculares e que as vossas únicas preocupações sejam se vão comer sushi ou hambúrgueres! 😉

551ee6ba4fd8c3180a99168527054e40

Sugestão de férias (o meu sítio preferido)

Praia da Areia Branca, Lourinhã. É um sítio mágico, desligam do resto do mundo, acreditem em mim. Não é muito grande, nem há muito para explorar. Não é de todo aquele destino que uma semana não chega para conhecer tudo, mas para mim, há algo melhor que tudo isso, algo que não se encontra em qualquer canto do mundo… Energia. A energia daquilo é incrível, parece uma aldeia onde as pessoas fazem surf e aproveitam a beleza de tudo. Sinto sempre que não há problemas, não há o stress da cidade, não há nem sinais daquela rotina chata.

Bem, o que é que vocês podem esperar disto? Não é muito longe de Lisboa, fica aproximadamente 45 minutos de distância, tem bastante alojamento a preços super acessíveis (é uma das razões atrativas para turistas), inclusive o parque de campismo com condições espetaculares, e tem uma das melhores hamburguerias de sempre, o “TASSE BEM”. Por favor, jamais visitem a Praia da Areia Branca sem experimentar estes hambúrgueres, que na minha opinião são os únicos que são melhores que o MC DONALD’S!

Podem esperar também um ambiente de festa proporcionado pelo café “SOLMAR”, café este conhecido pela organização de sunsets originais e divertidos, uma esplanada num piso com vista para a praia, esplanada essa com sofás, mantas, televisão, animação de DJ ou música ao vivo… Basicamente estamos em casa. No “SOLMAR” ninguém olha para a forma como te vestes ou como penteias o cabelo, as pessoas vão ali somente para relaxar e desfrutar da vista. Lembro-me do Verão passado estar o sol a pôr-se e eu deitada no sofá da esplanada a ver o Sporting! 🙂

Há noite existe o conhecido “MURALHA BAR”, (ficam ambos no paredão da praia) que acaba por ser o centro noturno por aquelas bandas. As pessoas vão ali, bebem uns copinhos, namoram, enfim… tudo de bom. É o ponto de encontro, a maioria dos visitantes e até mesmo os habitantes, terminam a noite no “MURALHA BAR”.

Para quem se aventura, em épocas específicas existem duas ou três festinhas, em Julho, Agosto e Setembro, em terrinhas muito perto da Lourinhã, festinhas que valem a pena. As mais conhecidas são as festas de Ferrel, um palco no meio com um DJ a passar música e toda a gente à volta (também tem carrosséis) e as festas da Marteleira. Já fui a ambas e confirmo que é a loucura!

Faltaria-me falar do café GOLFINHO (salão de jogos), do AQUARIUS (onde comem os melhores crepes e batidos) e de muitas outras coisas que só vendo é que acreditam neste paraíso.

Deixo-vos umas fotografias (muitas delas tiradas por mim)!

IMG_20160821_204107

20264687_131082650742975_7306830926565835740_n.jpg

Lourinhã - Praia da Areia BrancaIMG-20160829-WA0016.jpgsunset.jpg

Aprendi a poupar!

Para quem me conhece bem, a realidade é que juntar mais do que dois euros por mês no porquinho mealheiro (por acaso tenho uma vaquinha e não um porquinho) era algo impossível.

Em primeiro lugar, toda eu sempre possuí os piores hábitos e vícios que uma pessoa pode possuir… desde o tabaco, às saídas à noite para beber uns copinhos com as amigas que não perdoavam que não comparecesse ao evento, aos cafés e por aí em diante. Eu acreditava mesmo que todas estas coisas me faziam feliz e eis que descubro uma coisa que me deixa muito mais concretizada… ter dinheiro de parte!

A teoria que eu decidi usar para justificar os meus gastos excessivos era nada mais, nada menos que “o dinheiro não vai comigo para o caixão”. Não vai, nisso a minha opinião mantem-se. No entanto, tenho conseguido usufruir dumas quantas coisas engraçadas que se refletem na melhoria da minha qualidade de vida porque começei a poupar. Vou então dar-vos umas sugestões:

1- PARAR DE FUMAR

Não vou estar aqui com conversas sobre o mal que fazem aqueles cigarrinhos que começam numa brincadeira e depois… enfim. Eu fumava bastante e pior, eu adorava fumar. Se eu consegui, qualquer pessoa consegue. Deixei de fumar há três meses e já tenho quase 500€ de parte, por isso acreditem que é uma grande fonte de rendimento o dinheiro que não gastarem nessa porcaria!

2- DOIS OU TRÊS CAFÉS POR DIA

Esta é outra situação. Não larguei o café, não vou já pintar um cenário que não é o real. Mas fiz contas à vida e deparei-me com os gastos ridículos em café. Se bebes três cafés por dia começa a cortar naquele que não te vai fazer assim tanta diferença e mete esses cêntimos de parte. Se cortares apenas num café, ao final do mês tens uma média de 20€, consequentemente ao final do ano tens aproximadamente 240€ (e só tiveste de abdicar de um dos cafés que bebes!). Na realidade eu abdiquei de dois (bebo um café por dia e às vezes nem bebo), ou seja, os meus resultados já têm um valor duplicado em relação ao que vos mostrei.

Começei a olhar para o café como um motivo de convívio, porque vou beber café com uma amiga, por exemplo. Hoje em dia, é raríssimo (a menos que esteja a cair para o lado de sono) ir a um quiosque beber o meu café só porque sim. Somos feitos de hábitos e com pequenas coisas podemos obter grandes resultados.

c5803efb12da082a19f80b4b84dfd5c6.jpg

3- FAÇAM LISTAS DO QUE PRECISAM

Se és como eu e não consegues resistir a umas mini compras no início do mês, tenho mais uma sugestão. Tenta olhar para o teu roupeiro e decidir quais são aquelas três ou quatro coisas que te fazem mesmo falta ou que tu querias mesmo e quando receberes, compra o mais depressa que puderes. A vantagem do que sugiro é que desta maneira nunca vais gastar dinheiro em coisas inúteis que muitas vezes acabas por te arrepender de comprar. Se escreveste na lista, é porque precisavas, e ao comprares logo, é como se contasse como uma despesa (ou seja, era dinheiro que já esperavas gastar porque foram compras planeadas). Assim, com o dinheiro que te sobra, não vais ter gastos desnecessários em peças que não precisavas porque já fizeste as compras do mês… e que compras!

Outra vantagem é que mesmo que gastes o resto do dinheiro em coisas estúpidas, nunca vais ter sentimentos de arrependimento, tipo “porque é que comprei aquela camisola?”… Pelo contrário, vais pensar que, apesar de estares falida, compraste aquelas coisas que querias mesmo!

Se fizeres isto no início de todos os meses, podes continuar a fazer as tuas comprinhas, sem gastares o que não tens em coisas que nem precisas.

4- ARRANJA UM MEALHEIRO ORIGINAL

2a59e24da1927656304f0010cd73348b

7c6558d36ea0f4b2260fbf10d48952ae

São apenas dois exemplos que encontrei na internet mas hei-de tirar fotografias aos meus. A vaquinha é só para as moedas, porque acabei por comprar na loja TIGER dois potes de vidro super giros e simples. Dois porque o objectivo é cada um ter a sua finalidade. Um deles, é o meu pote do futuro, é onde coloco o dinheiro para organizar a minha vida, para qualquer coisa que seja importante o suficiente para o gastar, como por exemplo, sair de casa. O outro, é o meu pote das viagens. Tenho planeado duas viagens por ano, uma nas férias de Inverno, outra nas de Verão. Todos os meses, ao receber, coloco dinheiro em cada um deles.

Existem ideias fantásticas na internet e definam prioridades. É bastante motivacional saber que estou a colocar dinheiro de parte para algo que desejo muito, compreendem?

5- FAÇAM CONTAS

Todos os meses aponto no meu caderno, o dinheiro que recebi e as despesas que vou ter ao longo do mês, entre elas, gasolina, prestações, coisas estéticas e até as comprinhas do mês. Ao ver o dinheiro que me vai sobrar após as despesas, divido esse dinheiro todo pelos 30 dias do mês, isto para quê? Ao obter uma média do dinheiro que posso gastar por dia, para o ordenado me dar até ao final do mês, acabo por nunca gastar excessivamente.

Imaginem que essa média me dá 10€. Um dia vou jantar fora com uma amiga e gasto 10€, mas no dia a seguir bebi só um café e gastei 0,60€. Isto faz com que eu esteja com uma margem de gastos de 9,40€ porque não os gastei naquele dia. Se eu tiver mais ao menos estas noções, consigo perceber se posso comprar ou não uma camisola a meio do mês, por exemplo. Ou se posso meter mais 10€ de parte porque não gastei aquilo que poderia ter gasto.

Esta dica é brutal porque acreditem ou não, é graças a isto que sinto que o dinheiro chega sempre para aquilo que preciso e acaba até por me sobrar!

Espero que ponham em prática porque vão obter mesmo resultados!

 

 

Domingos e pessoas

Uma das coisas que vocês precisam de saber: trabalho numa loja de roupa. Até tinha mil e um episódios engraçados para contar, talvez um dia, noutras publicações e noutro contexto, porque precisava de uma vida inteira para vos mostrar a realidade de um lojista. Hoje venho falar duma coisa específica. Domingos em família!

Daqui a uns anos, pretendo (tal como a maioria das pessoas) criar a minha descendência, património e todas essas coisas que os adultos vivenciam. No entanto, ambiciono dar uma educação ao meu Gui e à minha Margarida digna do que as crianças merecem. E as crianças merecem ser crianças, ou seja, esfolarem-se e subirem às árvores.

Quando se é adulto, existem muitas preocupações e stress diário, mas por outro lado, existem os Domingos. O Domingo é um dia de família, na minha opinião, e por isso sugiro que o aproveitem da melhor maneira, de maneira a que todos esses problemas do quotidiano valham a pena.

Vou resumir… PAREM de fazer dias em família nos centros comercias porque simplesmente não faz sentido. As pessoas teimam em gastar dinheiro que não têm. As crianças ficam aborrecidas em lojas de roupa, não sei se alguém já era dotado desta informação. Uma criança aborrecida, num dia de família, numa loja de roupa, tem tendência para fazer uma única coisa, destruir. E nós lojistas, damos por nós a educar as vossas crias, que vão partir manequins e estragar outras coisas porque vocês pais quiseram ir dar uma voltinha ao shopping e fingir que não têm os pequenos. Mas têm, sim? Estão provavelmente ao vosso lado a pedirem para ir para o parque ou para o jardim. Eu adoro crianças, mesmo! Ninguém gosta mais de crianças do que eu. Só que gostava que ficassem a saber que quando acabo de dobrar uma mesa cheia de roupa, na perfeição, às vezes milimetricamente, e vocês deixam que o “puto” se sente em cima dela, passa a existir um outro nível de paciência e compreensão. Não com a criança mas sim com os pais.

Penso que se cada pessoa começar a ter estas pequenas noções, o mundo vai ficar frequentado por pessoas muito mais cívicas.

(Prometo dar umas sugestões de programas em família) 🙂

Beach&Bikini

Parece que finalmente decidi aventurar-me no mundo dos blogs, dizem que está na moda! Para mim sempre esteve, porque quando és uma pessoa que fala muito e tem uma necessidade incontrolável de partilhar conteúdo, um blog é sempre uma ótima hipótese.

Passo a explicar o porquê de “Praia&Biquíni”. Quando programei a criação do blog, tive oportunidade de visitar alguns sites (na maioria do Brasil) que me ajudaram a iniciar este processo. Houve muita informação que me chamou a atenção, como “Como ganhar dinheiro com um blog “, “25 coisas que os bloggers não te contam” … até que me deparo com” título para o seu blog “. Andei a queimar a minha cabeça porque não sabia sequer por onde começar, gostava de arranjar um nome que não caísse no ridículo. No fundo, dar um nome ao blog foi a minha lacuna, aliás, não sei com que lata é que estou a contar os meus podres na minha primeira publicação. Continuando … Pensei em várias coisas, mas acho que não é necessário ser muito pensado. Coisas muito específicas são para pessoas muito específicas, então escolhi apenas um nome com que me identifique, um nome simples e que me caracteriza na perfeição. A praia porque simplesmente eu amo praia … Aquilo que me transmite é incomparável com qualquer coisa que já tenha vivido, a harmonia da natureza, o convívio, o mar salgado e areia. Um biquíni, que representa a minha paixão por moda e o meu gosto por estar gira até para comprar pão. Todas as mulheres são felizes num bikini.

Aproveito para dizer (também convém), que me chamo Inês e tenho 22 anos. Vou falar mesmo sobre o que me apetecer, partilhar coisas que gostava que partilhassem comigo e por isso podem contar com um bocadinho de tudo, menos com o que já existe porque honestamente, estes blogs a sugerirem looks diários começam a tornar-se repetitivos.

68f50a9bd9cca2c74c2292c323fc0459